Rumo a uma nova missão

Neo Missio - Nova Missão

Rumo a uma nova missão

Meu nome é Lidiane Lessa, sou Primeiro-tenente do quadro de Saúde da Marinha do Brasil e há 10 anos trabalho como fisioterapeuta. No início do corrente ano, surgiu a oportunidade de ser voluntária, onde passei minhas experiências como uma profissional de saúde numa cidade Sergipana, chamada Porto da Folha.
 
Em janeiro de 2015 parti nessa missão, numa caravana de Cabo Frio rumo ao Nordeste com 12 pessoas dispostas a servir com amor aquela população do sertão. Ao chegar ao destino fomos acolhidos num misto de curiosidade e hospitalidade pelos Porto Folhenses e de muitas expectativas de renovo e ânimo para aquelas pessoas residentes no sítio que abdicaram a mais tempo de suas famílias e lares por amor ao outro.
 
Juntos, integramos a Neo Missio, associação sem interesse financeiro, nem governamental que é uma miscelânea de pessoas que tem o único interesse: ajudar ao outro. Somos voluntários para trabalhar no crescimento e bem estar da população, quer seja por exemplo em reformas de escolas ou orientações e atendimentos na área da Saúde.
 
Quando chegamos notamos a precariedade em algumas áreas, vimos a necessidade de prestar ajuda. Como uma das estratégias fizemos palestras visando esclarecer alguns temas pertinentes à região como: Prevenção de Hipertensão, Prevenção Diabetes, Prevenção ao Uso de Drogas e Álcool, Prevenção de Desvios Posturais, entre outros.
 
Neo Missio - Nova Missão
 
Em conseqüência dessas ações na instrução dos cidadãos, da disseminação da notícia através do rádio, alguns moradores procuraram o sítio em busca de atendimentos fisioterapêuticos. Outra forma de auxiliá-los foram através das visitas domiciliares.
 
Esse tempo em que passei a disposição, não fez bem só àquelas pessoas que deixei pra trás e até hoje guardo no meu coração, mas entendi que quem realmente precisava era eu, que passei a amar mais, a um povo sedento de cuidado e atenção. Passei por experiências marcantes e edificantes, conheci gente que jamais esquecerei e sou grata por ter, mesmo que naquele pequeno período de um mês, a oportunidade de servir.
 
Lidiane Lessa – São Pedro da Aldeia – RJ